Aos nossos verdadeiros atletas olímpicos

Quando terminou a Olimpíada de Pequim e o Brasil teve tão poucas medalhas, com nossos atletas principais "honrando" a cor do uniforme e amarelando nas finais, fiquei muito "p" da vida e até desabafei aqui no blog.

Mas chegaram as Paraolimpíadas e nossa bandeira foi verdadeiramente honrada por atletas de verdade. São seres humanos com dificuldades motoras, com problemas físicos e mentais que lutam todos os dias para provar a todos que têm capacidade.

Ouvi críticas de que a Paraolimpíada não era nada. Mas nada, para mim, foram os atletas principais, ou a grande maioria.

Nossos atletas "especiais" conquistaram 16 medalhas de ouro, inclusive no futebol. Caramba, ficamos em novo lugar no quadro de medalhas!

Como não se emocionar ao ver Daniel Dias (foto acima), sem mãos, sem uma das pernas, ganhar tantas medalhas na natação? Assisti a uma entrevista sua em que contou já ter sido chamado de saci quando era pequeno, tamanha a discriminação.

Dias ganhou tantos ouros que o apelidaram de Michael Phelps brasileiro!

Tenho orgulho desses meninos!

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista com especialização em Comunicação Social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).