Um amigo

Enviado pelo Gustavo Fialho
"Meu amigo não regressou do campo de batalha, senhor. Solicito permisão para ir buscá-lo", disse um soldado para seu general.

"Permissão negada", disse o oficial. "Não quero que arrisque sua vida por um homem que provavelmente está morto".

O soldado, não atendendo à proibição, saiu. Uma hora mais tarde, regressou mortalmente ferido, transportando o cadáver de seu amigo. O general estava furioso.

"Eu bem te disse que ele estava morto! Diga-me: valeu a pena você ter ido lá para trazer um cadáver?"

E o soldado, bastante ferido, respondeu: "Claro que sim, senhor! Quando o encontrei, ainda estava vivo e ele pode me dizer: tinha certeza que você viria!
Moral da história: um amigo é aquele que chega quando todo mundo já se foi.

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.