Até um dia, mestre Wagner


Na vida existem pessoas que nos marcam de forma positiva. Seja em um curto ou longo intervalo de tempo, Deus nos proporciona conhecer homens e mulheres capazes de transformar nosso cotidiano em um verdadeiro aprendizado nobre.

Contudo, somos finitos neste mundo, pois o Senhor quer os seus filhos na morada eterna assim que a missão terrena por fim terminar. Como é difícil passar pela fase da separação! Parece que todo um sonho vira uma dor sem fim. A satisfação de ter ao lado uma pessoa estimada torna-se um luto entristecido, como uma tarde nublada de domingo. Mas em meio à tempestade vem a mensagem de Jesus: “Aquele que morrer em mim, viverá eternamente. Coragem, eu venci o mundo”.

E é com esta certeza que escrevo, ainda em lágrimas de saudade, sobre o meu amigo e de muitos outros Wagner Gomes (foto), radialista com 64 anos cheios de simplicidade e humildade, apesar de sua experiência com o veículo que mais toca o coração popular. Ele deixou este pedaço terreno para alcançar a glória junto ao Senhor, e certamente lá de cima ele continua com um semblante de felicidade, a qual foi resultado de muito trabalho e o seu maior fruto: a conquista de um ideal.

E o seu último trunfo foi em prol da comunidade. Após anos de empenho, Wagner conseguiu, em setembro de 2008, fundar a primeira rádio comunitária de Araçatuba. Para ele, a Rádio Excelsior 104,9 FM era mais que um nome inspirado na emissora de comunicação renomada dos anos 60, era simplesmente o seu tudo.

Com um espírito de partilha, Wagner contou com o apoio de muitos amigos para conduzir a programação desta emissora, da qual faço parte há seis meses por confiança do diretor. Foram tempos de vitórias e superação de limites, onde Deus se fez presente em todos os momentos.

E como era satisfatório ver no Wagner um sorriso de alívio e agradecimentos a Deus. Lembro-me que quando nossos estúdios ficaram prontos ele simplesmente disse: “É bênção de Deus, pois tudo está dando certo”. Esta atitude é digna de guerreiros do bem.

Mas no dia 31 de outubro de 2009 um infarto levou Wagner Gomes deste mundo. Junto com sua família em Mongaguá, litoral paulista, ele fora elevado aos céus em um momento pleno de lazer merecido. Junto com sua morte vem a tristeza momentânea, mas Jesus nos dá coragem para fazer o show continuar, pois este era o desejo de Wagner: que a Rádio Excelsior crescesse em nome e audiência.

A emoção é inevitável, porém a gratidão é muito maior. Sentirei saudade de ver aquele senhor simpático a me orientar antes de entrar no ar. Mais do que analisar meu desempenho com o microfone, ele me ensinou a ser um profissional voltado para o bem comum e comunitário.

Wagner, assim como sua família e os muitos amigos que você colecionou, vou sentir sua falta. Contudo, toda vez que eu entrar na Rádio Excelsior para apresentar o “A Voz da Juventude” farei o meu melhor em sua memória. Fique na glória de Deus, meu mestre, e pode ter certeza que o show não vai parar, pois a rádio legal de Araçatuba vai seguir o destino traçado com tanto esmero por você.

Texto de
Cláudio Henrique

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.