"Imortais" não querem "vaga para blogueiro"

A AAL (Academia Araçatubense de Letras) decidiu que não quer blogueiros nem autores de músicas ou outros tipos de escritores entre seus membros. E muito menos eliminar a exigência de um livro publicado para concorrer a uma cadeira entre os "imortais".

As propostas foram apresentadas pelos acadêmicos Cecília Maria Vidigal Ferreira e Hélio Consolaro. Cecília sugeriu mudança no estatuto para incluir-se itens necessários à apresentação para pedido de ingresso, como textos de blog, crônicas de jornal, letras de músicas... Já o Consa queria que livro publicado não fosse mais critério de escolha.

Como esperado, a maioria tratou os temas com aparente descaso e nem ao menos se deu ao trabalho de ler ou se aprofundar nas propostas. Para eles, a Cecília queria 'vaga para blogueiro'.

Vaidade? Orgulho? Poder aquisitivo, afinal precisa ter dinheiro para publicar um livro?

Talvez tudo junto ou apenas medo do novo. E não espero comentários aqui de qualquer um deles, pois a maioria não deve saber como se faz isso. Talvez se aventurassem se os comentários em blogs fossem datilografados, com cópia em papel carbono...

Lamento muito a atitude dos acadêmicos, mas fico feliz por existirem membros como a Cecília e o Consa, com visão moderna e aberta. Foi um passo importante tentar fazer um grupo fechado como esse querer mudar.

Mas como são "imortais" apenas no título, com o tempo serão substituídos por novas gerações visionárias e preocupadas realmente em valorizar escritores em todas as categorias. É a lei da vida.

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.