Pare de sofrer na internet: use o Chrome


Não é possível que uma pessoa goste de sofrer na internet. Abre uma página, dá problema; vai jogar, trava. Acessa um blog e tá tudo estranho, desconfigurado. E mesmo assim não vai atrás de uma solução.

O problema geralmente está no navegador, o programa que você usa para acessar a rede mundial de computadores. Mesmo que você não entenda muito disso, não é desculpa para continuar com um browser velho, cheio de falhas e que deixa seu computador tão vulnerável quanto um cofre de banco protegido por um pedaço de tábua.

Isso acontece com o Internet Explorer, programa nativo do Windows, o sistema operacional que gerencia tudo que faz no seu computador ou notebook. Um montão de pessoas pelo Brasil - e no mundo - teima em manter a versão 6 do browser da Microsoft, que vem junto com o Windows XP.

Para se ter uma ideia, a versão atual deste navegador é a 9, que melhorou muito em relação às anteriores. Mesmo assim, não chega nem perto do Chrome, da Google.

Experimente mudar e veja a diferença em sua vida virtual. Conselho bom também é dado de graça! Mas use durante alguns dias pelo menos. Não vá instalar e, por "falta de costume" ou qualquer dificuldade inicial, voltar logo para a tranqueira do IE.

Preparei um pequeno tutorial para ensinar a mexer com Chrome e tirar proveito de seus benefícios. É claro que ele não faz milagres: se estiver com a máquina cheia de vírus, não tem jeito.

Faça um teste primeiro com o Superantispyware e veja se encontra e elimina arquivos espiões. Além disso, é claro, mantenha seu antivírus atualizado.

A primeira vantagem do Chrome é sua leveza. Ele abre rapidamente. Como fica ativo na memória assim que liga o computador, busca automaticamente atualizações. Nem com isso você precisa se preocupar.

A navegação, perto do IE, é algo como um Fusca e uma Ferrari. E mais: ele sincroniza sua conta nos servidores do Google, guardando seus dados, como favoritos. Se precisar formatar a máquina, basta reinstalar o programa e configurar sua conta.

PASSO A PASSO
- Baixe o Google Chrome aqui e instale. É tudo muito simples e intuitivo.

- A última versão, no momento que publico este texto, é a 15. Mas sugiro que instale a 16. Está ainda em fase de testes, mas uso há semanas em casa e no trabalho sem qualquer problema.

- O visual do navegador é limpo e prático. As abas ficam na parte superior, para você abrir vários sites ao mesmo tempo. Aliás, usar abas é a forma mais prática de navegar. Muita gente ainda fica abrindo o navegador várias vezes, sobrecarregando o computador. Para alternar entre as abas abertas, use a combinação de teclas Ctrl+TAB.

- Quando executar, ele deve pedir para importar os favoritos do seu navegador atual. Se não fizer, clique no ícone de uma ferramenta na frente da barra de endereços e vá em "Opções" e depois em "Coisas pessoais".


- Agora, ainda dentro de "Opções", vamos explorar o que o navegador oferece de configurações. No item "Básicas", em "Inicialização" e "Página inicial", você escolhe o que quer na página inicial, aquela que é mostrada assim que abre o navegador. Uma dica: se quer uma página em branco, marque "Abrir esta página" e digite "about:blank", como na imagem abaixo:


- Se quiser que o navegador exiba uma barra de favoritos abaixo da barra de endereços, deixe marcada a opção "Sempre mostrar a barra de favoritos".

- A barra de endereços serve também para fazer pesquisas na internet. Resumindo: em vez de digitar um endereço, escreva apenas uma palavra-chave para que a busca seja feita pelo Google. Se quiser mudar a pesquisa padrão, em "Pesquisa", escolha uma opção. Se marcar a opção "Enable Instant for faster searching", a pesquisa do Google será instantânea, na medida que você digita alguma coisa.

- Em "Navegador padrão", marque se quiser que o Chrome assuma todas as páginas que abrir em seu computador. Ele se transforma em seu navegador oficial.


- Em "Coisas pessoais", use "Fazer login" para se conectar em sua conta no Google. Se não tiver uma, basta criar um e-mail no Gmail. Esta conta passará a ser usada em todos os serviços da empresa, como Blogger, Youtube, Plus, Orkut, etc. Você sincronizará seu navegador nas nuvens, jeito bonitinho de falar que os dados ficarão nos servidores da Google. Assim, pode usar os dados do navegador em qualquer máquina, incluindo extensões, temas, senhas e até preenchimento automático. Cada vez que fizer alguma alteração, o sistema sincroniza nas máquinas que usar a mesma conta. Por exemplo: você tem uma conta pessoal em casa. Se usar a sincronização, ao acessar o navegador do trabalho ou em seu notebook, vai ter o mesmo navegador sempre.

- Clicando em "Advanced" (Avançado), é possível configurar o que quer sincronizar.


- Em "Usuário", é possível criar várias contas para usar no mesmo navegador (apenas na versão 16), uma bênção para quem usa apenas uma máquina para a família toda. Cada um terá a configuração própria. Para criar, basta clicar em "Adicionar novo usuário". Cada um tem um nome e até um avatar. Infelizmente, ainda não é possível usar uma foto. Se clicar em "Editar", pode alterar as informações que precisar. Para deletar um usuário, clique em "Excluir".

- Quando criar mais de uma conta, automaticamente o avatar da conta padrão passa a aparecer no canto superior esquerdo do Chrome. Para abrir outra conta, basta clicar na imagem com o botão esquerdo mesmo do mouse. Uma janela vai abrir mostrando suas contas. No exemplo abaixo, apenas duas. Ao clicar na segunda conta, um novo navegador vai abrir. Se fechar a padrão, quando abrir de novo o Chrome, vai aparecer a última conta que usou. Então, é preciso clicar de novo no avatar e mudar para a padrão.



- "Senhas" oferece a opção de salvar quando precisar acessar qualquer conta, como Facebook, Twitter... É possível gerenciá-las também.

- "Preenchimento automático" ajuda você em formulários. Em vez de preencher nome e e-mail todas as vezes, por exemplo, o sistema grava e oferece quando precisar. Basta digitar a primeira letra.

- "Dados de navegação" importa os dados de outro navegador.

- "Temas" oferece vários tipos de temas para o browser. Clique em "Obter temas" e escolha um.

- Na opção "Configurações avançadas", é possível dar um pente-fino em vários detalhes. Use com cuidado.

- Em "Traduzir", desmarque se não quiser que o Chrome fique oferecendo tradução em tudo quanto é página que não seja em português que entrar.

- "Downloads" é outra área que você deve configurar ao seu gosto. Por padrão, os arquivos que baixar vão para uma pasta específica. Se quiser mudar isso, clique em "Alterar" e mostre a ele onde quer que salve. Por padrão, o Chrome também não abre uma janela perguntando onde quer salvar. Ele inicia uma barra pequena no canto inferior esquerdo e exibe o download - para visualizar com detalhes, clique na combinação de teclas Ctrl+j. Se quiser que ele pergunte todas as vezes onde gravar, marque "Perguntar onde salvar cada arquivo antes de fazer download".


- Há internautas que gostam do Firefox e argumentam não migrar para o Chrome pela falta de extensões. Isso já foi superado há muito tempo. Em sua loja, com informações em português, há milhares delas. É possível configurá-las em "Extensões", na área de "Opções". E, ao contrário do Firefox, não é preciso reiniciar o navegador ao instalá-las.


- Dica: cuidado ao instalar várias extensões. Elas vão deixando o navegador mais pesado. Eu uso e indico duas: goo.gl URL Shortener: para encurtar links, e retroLink, para burlar links de downloads protegidos por sistemas que obrigam a preencher dados. Já escrevi sobre o retroLink aqui no blog.


DÚVIDAS?
Se você tiver alguma dúvida sobre o Chrome, deixe um comentário. Vou pesquisar e tentar ajudá-lo. Acesse aqui a página do Google Chrome para ver outras informações.

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista com especialização em Comunicação Social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).