Será mesmo que o gigante acordou?


Ver a população brasileira protestar pacificamente é um colírio. O problema são os vândalos que partem para o confronto, a quebradeira e depois reclamam da ação da polícia. Ninguém concorda com violência, invasão e destruição. No final, quem paga a conta somos nós mesmos.

Voltando aos protestos pacíficos: desde os caras-pintadas da época do impeachment de Collor não se via tanta gente nas ruas. Mesmo que alguns partidos políticos tenham aproveitado para se envolver e começar a criar notícias falsas na internet e insuflar a população...

O Brasil é notícia no mundo todo. As pessoas estão se engajando, inundando as redes sociais de informações, apoiando. Cidades do interior de São Paulo começam a aderir. Enfim, o Brasil todo vem participando e mostrando a força da união.

Um orgulho para todos nós!

O gigante adormecido acordou, dizem. Será mesmo?

Ninguém tira o mérito dos protestos, das pessoas que estão contra a corrupção, pelo contrário. Devemos apoiar com todo fervor. Mas será que isso tudo vai refletir nas próximas eleições? Será mesmo o primeiro passo para o nosso país mudar ou é mais uma "modinha"?

Tenho esperança que sim, vai mudar, mas muitas dúvidas. Os caras-pintadas mesmo sumiram do mapa após o impeachment. E a corrupção continuou crescendo...

E um detalhe importante, que não me canso de destacar: os políticos corruptos existem porque uma grande parte dos brasileiros é tão corrupta quanto eles. Foram eleitores, votando democraticamente, que colocaram essas pessoas no poder e as mantêm por anos em troca de vantagens pessoais.

Então, será mesmo que o gigante acordou?

E mais: será que a TV Globo é a responsável por isso? Vale a pena hostilizar os repórteres ou invadir a emissora e continuar se alienando com as novelas?

E a polícia, é mesmo vilã ou fez seu trabalho contra a violência de baderneiros infiltrados no meio dos manifestantes? Há alguma forma gentil de impedir a violência gerada por um grupo de vândalos que passa dos limites?

Será que invadir sites governamentais ou contas de políticos resolve alguma coisa? Ou seja: para acabar com o que está errado, deve-se partir para o crime?

Tudo isso merece reflexão. Grandes mudanças foram feitas com grandes mobilizações, como a própria história conta. Mas as mobilizações precisam resultar em algo real, em atitudes que façam a diferença, e não apenas barulho.

Invadir a rampa do Congresso é muito bonito, mas tirar de lá quem não presta seria algo maravilhoso e histórico realmente!

Protesto, qualquer um faz. Mudar de verdade é que significa progresso.

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista com especialização em Comunicação Social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).