Recebeu pelo Whatsapp? Então, desconfie sempre


Não bastasse o Facebook ser um poço de divulgação de notícias falsas e boatos, agora o mesmo acontece com o Whatsapp, aplicativo de celular para troca de mensagens. Sem qualquer preocupação em disseminar informação errada, que possa até prejudicar outras pessoas, os usuários usam e abusam do compartilhamento, sempre achando que "podem ajudar" ou alegando o tradicional "vai que é verdade".

NÃO FAÇA ISSO NUNCA! Na dúvida, procure um site de notícias de credibilidade e confirme a veracidade. Já escrevi sobre como identificar uma notícia falsa. Vale a pena ler.

Se a mensagem recebida em seu celular afirma que uma facção criminosa vai "tocar o terror" em algum lugar, por exemplo, não ajude o autor a ter sucesso com sua "brincadeirinha inconsequente". Pense sempre que quem pretende praticar um crime não avisa com antecedência.

E o mais importante: WHATSAPP NÃO É SITE DE NOTÍCIAS. Tirando sua verdadeira função, de trocar mensagens, áudios e vídeos entre amigos, é um lixão para compartilhamento de desgraças que vive obrigando os verdadeiros jornalistas a desmentir boatos.

PENSE: será que você está servindo de massa de manobra para criadores de boatos? Evite fazer parte da manada virtual, aquela que corre para o lado que alguém indica sem se preocupar que possa ser um penhasco. PENSE ANTES DE COMPARTILHAR!

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.