Uma virada muito triste

Eu e minha família passamos a virada de ano-novo de uma das piores formas: em um velório. Perdemos a tia Nair, uma batalhadora, que lutou contra um câncer até que não tivesse mais forças.

Acompanhamos de perto todo o sofrimento dela, que nunca desistiu da vida. Ela faleceu em Andradina, ao lado das irmãs, da mãe e dos filhos. Foi parando de respirar aos pouquinhos, tranquilamente, colocando fim a meses de tanta dor.

A dor agora é nossa de não tê-la mais entre a gente. Ela deixou marido e dois filhos, e um netinho que paparicava muito. E 11 irmãos inconsoláveis, que se reuniram durante a virada de ano para a despedida em volta de um caixão.

Quando percebemos que chegava a hora da virada, fomos para a rua observar os fogos. Muito tristes, eu, minha amada amante e o Michael nos abraçamos, em frente ao cemitério de Andradina, agradecendo a Deus por mais um ano juntos.

A morte sempre causa muita tristeza. A única coisa que nos deixa mais confortados é que ela agora não sofre mais. Esta velando por todos nós.

Descanse em paz, querida Nair! Vamos sentir muita saudade!

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.