Perdidos na Rondon, e à noite!


Um dos maiores medos de quem pega estrada à noite para viajar com a família de vez em quando é o carro quebrar no meio do caminho. No meu caso, infelizmente, transformou-se em realidade.

No último sábado (20), depois de trabalhar o dia todo, coloquei minha amada amante e o Michael no carro e fomos para Andradina, para comemorar o aniversário do meu sobrinho Jeferson. Tudo bem até passarmos pelo pedágio de Lavínia, quando ouvi um barulho estranho no motor, como se estivesse batendo a seco, sem óleo.

Seguimos viagem. De repente, acendeu a luz do óleo. Para um carro de 16 válvulas como o meu Gol, isso é um perigo. Imediatamente encostei no meio do nada, uma escuridão daquelas, com apenas mato em volta.

Rapaz... A gente se assustava com o barulho dos caminhões passando em alta velocidade, balançando o carro. E se aparecesse algum bicho ou bandido?

Vamos pedir ajuda pelo celular? E quem disse que pegava o nosso bendito "Oi"? Ah, mas temos um terceiro celular com chip da "Claro"!! Nada também...

E ficamos lá... Esperando o motor esfriar... Enquanto isso, fui gravando um pouco do sofrimento para, é claro, compartilhar aqui no blog. Adorei a carinha do Michael, na foto do início do post. Parece que tá desesperado! rs rs

Aprendi algumas lições: sempre levar uma lanterna nesta viagens à noite. E não confiar na "Oi" na estrada, uma operadora pequena ainda...

Andamos mais um pouco até que consegui ligar para a polícia, pedindo o número da Via Rondon, que tem um serviço de guincho. Quando conseguir falar com a atendente, quem disse que sabia indicar pra ela onde estava.

Foi quando vimos, lá adiante, uma placa de sinalização. E lá estava: divisa entre Lavínia e Valparaíso. Que falta faz o Google Maps nesta hora, né!! rs


Resumindo a história: não esperamos e guincho e acabamos indo devagar. Cada vez que acendia a luz do óleo, a gente parava um pouco. Assim, uma viagem que duraria uma hora e 15 minutos, durou três horas. Mas chegamos.

Na volta, depois de conversar com meu mecânico, viajamos entre 60 e 70 km/h - olha a foto abaixo. Paramos apenas três vezes e demoramos quase duas horas. Mas chegamos! rs rs


O carro está na oficina. Vai ganhar uma bomba de óleo nova. Só estou esperando meu mecânico ligar para saber o tamanho da facada no bolso...

Veja vídeo que gravei enquanto a gente esperava, sem saber o que aconteceria. Tadinha da Lu... rs rs

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.