Uma visita ao zoológico de Araçatuba

Veja galeria de fotos
Se você acha que o zoológico de Araçatuba está abandonado, está parcialmente errado. Ainda existem alguns animais para serem apreciados, inclusive um casal de leões. Há macacos, aves e até um hipopótamo.

Mas um dos "atrativos" da cidade está longe de ser o que foi. Descobri isso no domingo (29) ao tentar encontrar algo para mostrar a parentes de São Paulo. Fui parar no zoo.

Em primeiro lugar, não há policiamento. Logo na área de estacionamento você encontra meninos pedindo esmolas e perguntando se querem que eles "olhem" os carros.

Há alguns ambulantes e um guarda municipal sentado à sombra, apenas observando de longe, protegendo, se não me engano, o escritório.

Lembro-me que havia um urso, mas não encontrei; lembro-me que havia um chimpanzé, mas não vi. A velha maria-fumaça continua lá, logo na entrada.

Havia uma lagoa enorme, inclusive com "pedalinhos" para os visitantes se divertirem. O que restou foi uma espécie de pântano, com uma ilhota no meio e algumas capivaras dormindo.

Encontrei crocodilos e até consegui filmar uma seriema (também chamada de siriema) cantando, como se fizesse parte de seu show para entretenimento dos visitantes.

Ainda existem macaquinhos em gaiolas e alguns livres, pelas árvores. Não achei cobras. Vimos antas, cágados e emas.

Como não levei câmera digital, pois não havia programado voltar a um dos principais locais de lazer da cidade antigamente, tive que me virar com o celular. Compartilho aqui algumas fotos e até o vídeo da seriema artista.


Depois disso, fui mostrar aos parentes a Praça do Boi e o Calçadão. E só. Afinal, não havia qualquer outra atração. E olha que Araçatuba pleiteia se transformar em cidade turística... Está longe, muito longe disso...

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista com especialização em Comunicação Social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).