Drauzio, Gentili e som alto

Dr. Drauzio e Gentili: humor mais uma vez sem graça
Qual é a semelhança entre as reclamações feitas por donos de carros apreendidos com som alto na avenida Brasília, em Araçatuba (SP), e a campanha #brasilsemdrauzio lançada na terça-feira pelo apresentador Danilo Gentili, no programa "Agora é tarde", da Band?

A resposta é simples: em ambos os casos, pessoas erradas acham que estão certas.

Em Araçatuba, a Polícia Militar vem realizando um trabalho digno de parabéns ao apreender veículos que estejam perturbando os moradores da principal avenida da cidade. Ouvir som alto é muito bom. Eu mesmo adoro. Mas quando isso passa a prejudicar o próximo, aí a situação muda de figura.

Todo mundo gosta de reclamar de seus direitos, de dizer que é trabalhador, paga impostos, etc. Totalmente correto. Mas por que não respeitar os direitos dos outros, que também são trabalhadores e pagam impostos? Não é algo incoerente? Se esse respeito mútuo existisse de verdade, a polícia não precisaria agir e nem mesmo existir. As pessoas não abusariam, respeitariam o trânsito, dariam seta em seus veículos para avisar ao motorista que vem atrás de sua decisão de mudar de pista ou convergir para outra rua... Seguiríamos ao pé da letra o ditado "deseje ao próximo o que quer para si mesmo".

Infelizmente, as coisas não são assim. Queremos nossos direitos, mas não cumprimos os deveres.

A diversão é algo essencial para o ser humano. É preciso se relacionar, relaxar. Fazer uma festa para reunir os amigos é ótimo. O problema é quando o dono da festa decide que o bairro inteiro precisa ouvir sua música. Isso tem um nome: falta de respeito.

Na avenida Brasília, ponto de encontro de muita gente, a situação é a mesma. Em nome da diversão e da azaração, o motorista anda bem devagar, observando quem está na calçada, parando para conversar, formando uma imensa fila de veículos... Quem vem atrás que se vire. Agora, se alguém fizer isso com ele, vai cantar pneu, buzinar, reclamar. Você pode, mas ele, não!

O policial militar que apreende o veículo com som alto também é um ser humano. Está cumprindo seu papel, cumprindo a lei. Ele também gostaria de estar ouvindo música com seus amigos em vez de colocar uma farda e repreender as pessoas. Não adianta mandar a PM ir atrás de bandido, porque é o que a instituição está fazendo no momento em que flagra um motorista com o som de seu veículo nas alturas: enquadrando alguém que não cumpre a lei.

Chamou a atenção o comentário no portal da Folha da Região de um rapaz que teve o carro apreendido e reclamava da demora em liberarem o veículo. Ele escreveu, sem vergonha alguma, que continuaria fazendo isso. Resumindo: a apreensão não serviu de lição...

Na televisão, o renomado médico Drauzio Varella iniciou uma campanha para que as pessoas abandonem o cigarro. No programa Fantástico, da TV Globo, criou até um dia para isso: o próximo domingo, dia 13. É mais uma das várias campanhas de saúde que realiza e apenas beneficiam e incentivam as pessoas.

Quem não quer participar, não participa. É simples assim. O lamentável é ver o apresentador Danilo Gentili iniciar uma campanha em seu programa, o "Agora é tarde", da Band, justamente contra um médico que faz apenas o bem. O humorista iniciou a campanha #brasilsemdrauzio, argumentando que Drauzio vive enchendo o saco, dizendo o que as pessoas devem ou não fazer. É uma pena que um artista que vem fazendo sucesso com seu programa irreverente use seu espaço privilegiado justamente para atacar quem prega uma vida saudável.

O tópico ficou em primeiro lugar no dia seguinte ao programa, mas com muitas críticas à campanha. Ou seja: o tiro saiu pela culatra. Em vez de atacar quem é do bem, em nome de um humor sem graça, Gentili poderia seguir os passos do dr. Drauzio e também tentar ajudar. Precisamos sempre de pessoas que encabecem coisas boas, de bons exemplos para crianças e adultos.

Gentili e os donos de carros com som alto acham que estão certos. É um direito deles. Achar que eles estão errados é um direito do restante da população.

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista com especialização em Comunicação Social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).