Muito cuidado com o que você compartilha

Notícia falsa sobre a morte de Shaolin é destaque no Facebook em 2012; humorista morreu em 2016

"Tramita no Senado projeto de lei que acaba com o 13º salário. A votação acontece na surdina e a grande imprensa, comprada, não divulga. Vamos compartilhar para acabar com esta farra".

O texto acima é mentiroso. Mesmo assim, muita gente acredita e, sem checar em grandes portais de notícia, compartilha entre seus amigos, ajudando a propagar.

A popularização das redes sociais ajudou a informar rapidamente as pessoas. Mas também virou um antro de enganações. E os responsáveis se aproveitam da ingenuidade do internauta, que na maioria das vezes quer ajudar e acaba sendo mais uma vítima.

Existem vários casos circulando por aí. Um deles fala de um bebê com tumor no rosto. Pede que a gente compartilhe para ele fazer a cirurgia. Mentira! Entenda o seguinte: ninguém vai medir compartilhamento algum para dar nada a um doente. Não caia nesta!

Uma dica importante: toda vez que a mensagem tiver algo do tipo "a imprensa suja não divulga", a "imprensa comprada não faz nada", não acredite. Por mais que a imprensa tenha falhas, não deixaria de publicar algo como o fim do 13º salário, afinal os jornalistas também são trabalhadores.

E mais: vivem de informações, e um fato como este nunca ficaria sem divulgação, simplesmente porque não existe "acordinhos" entre a mídia para esconder isso ou aquilo. Cada órgão de imprensa briga para conseguir o furo. É fato!

Outra dica: cheque sempre em portais de notícia a "informação bombástica" que encontrar nas redes sociais. Se for verdade, vai estar em destaque. Se não tiver qualquer citação, é mais um boato.

Um exemplo tradicional é a morte de algum artista. Há algumas semanas, mataram outra vez o ator Irving São Paulo. Ele morreu em 2006, mas um novo "serviço" do Facebook, que mostra "artigos em destaque", destacava o assunto. O estranho é que Irving nunca foi um ator tão famoso.

E inexplicavelmente as pessoas decidiram acessar matérias sobre ele e compartilhar ao extremo, como se fosse algo que todos precisassem saber. Muitos não se deram ao trabalho nem de checar a data. Houve gente que acessou portais de notícia e ainda colocou em dúvida a publicação, pedindo para que fosse checada a data... A mentira, de tão propagada, criou ares de verdade... Ah, vá!!!

Outro caso: a "morte" do humorista Shaolin, que se recupera de um acidente. Mais uma vez, a mentira está sendo destacada no Facebook, como é possível ver no início deste post. As pessoas desatentas compartilham tanto que os portais de notícia são obrigados a fazer matéria com a família para desmentir.

Em tempo: Shaolin morreu em 14/01/2016.

O mesmo acontece sempre com o ator mexicano Roberto Bolaños, que interpretava o Chaves. E lá vão os portais desmentir...

Mais um caso recente: um site de humor alterou uma imagem e publicou notícia de que um casal havia dado o nome de "Facebook" ou algo assim para seu filho. Era piada e muitos compartilharam com esta intenção. Mas uma grande parte dos internautas acreditou também.

Existem muitos e muitos casos, cada um mais criativo que o outro. O importante é que você não caia e não ajude a propagar mentiras.

Confira sempre a origem da informação. Há centenas de sites e blogs de humor que se aproveitam desta ingenuidade ou distração do leitor para brincar com notícias sérias. Antes de divulgar na sua rede social, lembre-se que muitos dos seus amigos confiam em você e acreditam no que escreve.

E o mais importante: não seja enganado! E não ajude a enganar.
Compartilhe esta informação! Ajude seus amigos!

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.