Rolezinho, baderna incentivada no Facebook

Em qual país do mundo este tipo de cena é motivo de orgulho?
No Brasil, é claro, onde a inversão de valores é incentivada nas redes sociais

Está virando moda. Um montão de gente que não tem o que fazer vem inventando mobilizações com um único objetivo: baderna! E o tal "rolezinho", amplamente divulgado pela imprensa nos últimos dias, é uma prova disso.

Não adianta vir argumentar que é um "direito" reunir a galera para ir ao shopping. A maioria da população não é burra e apoia a ação enérgica da Polícia Militar para lidar com vândalos em São Paulo. Bandido não deve ser tratado com carinho.

Até onde vai a inversão de valores no Brasil? Baderna, vandalismo e furto agora viraram "direito"? E os comerciantes e funcionários dos shoppings? E a população, principalmente adolescentes, que vai a estes locais para se divertir de verdade ou simplesmente comprar alguma coisa?

Para se divertir, não é preciso marcar "rolezinho" no shopping pelo Facebook! Estas pessoas sem noção precisam entender que baderna não é manifestação democrática contra isso ou aquilo. Baderna é -e sempre será- baderna, coisa de pessoas malcriadas, irresponsáveis e criminosas.

Destruir patrimônio público, por exemplo, como vem acontecendo em outras manifestações em São Paulo, não ajuda as autoridades a tomar providências. Pelo contrário! Fechar avenida ou rodovia e atear fogo em ônibus sempre vão ser consideradas burrice, porque prejudicam apenas a própria população, que precisa do serviço público e das vias para chegar ao trabalho.

E como será que a PM poderia lidar com baderneiros que se dizem manifestantes e são defendidos por outros da mesma laia nas redes sociais? Pedindo "por favor" e fazendo carinho no rosto, enquanto jogam pedras na corporação, espancam oficiais ou depredam as viaturas e o resto da cidade?

Se alguém souber uma receita de "diálogo" que evite tudo isso, se alguém for macho o suficiente para não fazer nada enquanto um bando vem pra cima, basta ligar para 190 e marcar uma hora com o comandante. Ele vai adorar aprender!

Voltando aos "rolezinhos". Que tal marcar um deles em alguma entidade de sua cidade com o "objetivo" de ajudar pessoas necessitadas? É muito legal! Você e seus amigos se encontram para fazer o bem, algo diferente e bom, pra variar.

Quer preencher sua cabeça vazia? Faça um "rolezinho" em uma biblioteca. Isso mesmo, elas existem, não são lendas urbanas, como diz sua turma. E você pode até ler lá dentro, acredita!??

Outra dica: as cidades estão cheias de terrenos baldios lotados de mato. Marque um "rolezinho" por esses pontos e não se esqueça da sua enxada "de marca" e seu boné "invocado" para não tomar muito sol na cabeça e acabar com os poucos neurônios que lhe restam. Seria ótimo também! Você poderia soltar toda sua raiva na terra, capinando!

Parabéns à PM pela ação enérgica contra todos os baderneiros e arruaceiros deste país!!!

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.