Os 10 melhores filmes nacionais


Afirmar que um filme é o melhor não é fácil. Além da qualidade da produção, depende de fatores como a experiência de vida de quem assiste e até do grau de instrução.

Isso mesmo! Se perguntar a um adolescente, raramente a resposta será igual à de alguém com mais de 40 anos, por exemplo.

Alguém que tenha pouco estudo também terá uma visão diferente de um acadêmico, principalmente se o filme exigir mais conhecimento do telespectador.

O número de pessoas que assistiram ao filme pode significar que é bom, mas não o melhor. E, hoje em dia, até um Oscar não significa mais símbolo de qualidade - a política fala mais alto na academia americana...

Avaliar filmes nacionais também não é fácil. A maioria é produzida pela Globo, se passa no Rio de Janeiro e vem carregada de mesmices: violência, trambiqueiros vivendo de golpes, favela, policial corrupto, entre outros. Há também a falta de dinheiro e dependência de órgãos oficiais do governo.

Mesmo enfrentando tantos obstáculos, alguns se destacam.

Inicialmente, pensei em escrever este post destacando os meus três prediletos. Depois, fiz uma enquete no Facebook para saber opiniões de amigos de várias idades. Foram 141 indicações de longas nacionais em apenas algumas horas.

Juntando com meus três indicados e os de minha amada amante, são 147 no total. O resultado foi uma lista com os 10 melhores filmes nacionais.

É claro que muita gente vai discordar. Ainda bem, pois a unanimidade é burra, ou quase. Há ainda filmes novos, que muitos não assistiram e, por isso, não citaram. Mesmo assim, vale a pena conferir o resultado:

 10º LUGAR (Três indicações) 


DE PERNAS PRO AR (2010) - Alice (Ingrid Guimarães)  já passou dos 30, é casada com João (Bruno Garcia), tem um filho e é uma executiva bem-sucedida. Na verdade, ela é uma típica workaholic, que tenta se equilibrar entre a rotina de trabalho e a família, mas perde o emprego e o marido no mesmo dia. É quando ela passa a contar com a ajuda da vizinha Marcela (Maria Paula) para mostrar que é possível ser uma profissional de sucesso sem deixar os prazeres da vida de lado. Para isso, Alice vira sócia da nova amiga em um sex shop falido, enquanto Marcela a ajuda a descobrir os prazeres dos sex toys.

-------------------------------------------------------

 9º LUGAR (Quatro filmes empatados com quatro indicações) 


TROPA DE ELITE 2 (2010) - Nascimento (Wagner Moura), agora coronel, foi afastado do Bope por conta de uma malsucedida operação. Desta forma, ele vai parar na inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Contudo, ele descobre que o sistema que tanto combate é mais podre do que imagina e que o buraco é bem mais embaixo. Seus problemas só aumentam, porque o filho Rafael (Pedro Van Held) tornou-se adolescente, Rosane (Maria Ribeiro) não é mais sua esposa e seu arqui-inimigo Fraga (Irandhir Santos) ocupa posição de destaque no seio de sua família.



O CHEIRO DO RALO (2007) - Lourenço (Selton Mello) é o dono de uma loja que compra objetos usados. Aos poucos ele desenvolve um jogo com seus clientes, trocando a frieza pelo prazer que sente ao explorá-los, já que sempre estão em sérias dificuldades financeiras. Ao mesmo tempo Lourenço passa a ver as pessoas como se estivessem à venda, identificando-as por uma característica ou um objeto que lhe é oferecido. Incomodado com o permanente e fedorento cheiro do ralo que existe em sua loja, Lourenço vê seu mundo ruir quando é obrigado a se relacionar com uma das pessoas que julgava controlar.



O HOMEM QUE COPIAVA (2003) - André (Lázaro Ramos) é um jovem de 20 anos que trabalha na fotocopiadora da papelaria Gomide, localizada em Porto Alegre. André mora com a mãe e tem uma vida comum, basicamente vivendo de casa para o trabalho e realizando sempre as mesmas atividades. Num dia André se apaixona por Sílvia (Leandra Leal), uma vizinha, a qual passa a observar com os binóculos em seu quarto. Decidido a conhecê-la melhor, André descobre que ela trabalha em uma loja de roupas e, para conseguir uma aproximação, tenta de todas as formas conseguir 38 reais para comprar um suposto presente para sua mãe.



O HOMEM DO FUTURO (2011) - João/Zero (Wagner Moura) é um cientista genial, mas infeliz porque há 20 anos foi humilhado publicamente durante uma festa e perdeu Helena (Alinne Moraes), uma antiga e eterna paixão. Certo dia, uma experiência com um de seus inventos permite que ele faça uma viagem no tempo, retornando para 1991 e podendo interferir no seu destino. Mas, quando ele retorna, descobre que sua vida mudou totalmente e agora precisa encontrar um jeito de mudar essa história, nem que para isso tenha que voltar novamente ao passado. Será que ele conseguirá acertar as coisas?

-------------------------------------------------------

 8º LUGAR (Cinco indicações) 


ASSALTO AO BANCO CENTRAL (2011) - Barão (Milhem Cortaz) teve a grande ideia de ganhar muito dinheiro em pouco tempo ao cometer o crime perfeito, sem violência. Para tanto, basta arrumar as pessoas certas, dispostas a receber R$ 2 milhões, botar o plano em prática e executar a façanha. Após cerca de três meses de operação, R$ 164,7 milhões foram roubados do Banco Central, em Fortaleza, no Ceará. Sem dar um único tiro, sem disparar um alarme, os bandidos entraram e saíram por um túnel de 84 metros cavado sob o cofre, carregando três toneladas de dinheiro. Foi o segundo maior assalto a banco do mundo.

-------------------------------------------------------

 7º LUGAR (Seis indicações) 


[Assista ao trailer]

O PALHAÇO (2011) - Benjamim (Selton Mello) trabalha no Circo Esperança junto com seu pai, Valdemar (Paulo José). Juntos, eles formam a dupla de palhaços Pangaré & Puro Sangue, e fazem a alegria da plateia. Mas a vida anda sem graça para Benjamin, que passa por uma crise existencial e , assim, volta e meia, pensa em abandonar Lola (Giselle Mota), a mulher que cospe fogo, os irmãos Lorotta (Álamo Facó e Hossen Minussi), Dona Zaira (Teuda Bara) e o resto dos amigos da trupe. Seu pai e amigos lamentam o que está acontecendo com o companheiro, mas entendem que ele precisa encontrar seu caminho por conta própria.

-------------------------------------------------------

 6º LUGAR (Sete indicações) 


[Assista ao trailer]

SE EU FOSSE VOCÊ (2006) - Cláudio (Tony Ramos) é um publicitário bem-sucedido, dono da própria agência, que é casado com Helena (Glória Pires), uma professora de música que cuida de um coral infantil. Acostumados com a rotina do dia a dia e do casamento de tantos anos, eles volta e meia têm uma discussão. Um dia, o casal tem uma briga maior do que o normal, que faz com que algo inexplicável aconteça: eles trocam de corpos. Apavorados, Cláudio e Helena tentam aparentar normalidade até que consigam reverter a situação. Para tanto, eles terão que assumir por completo a vida do outro.

-------------------------------------------------------

 5º LUGAR (Oito indicações) 


[Assista ao trailer]

OLGA (2004) - Berlim, início do século 20. Olga Benário (Camila Morgado) é uma jovem judia alemã. Militante comunista, é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde recebe treinamento militar e é encarregada de acompanhar Luís Carlos Prestes (Caco Ciocler) de volta ao Brasil. Na viagem, enquanto planejam a Intentona Comunista contra o presidente Getúlio Vargas, os dois acabam se apaixonando. Parceiros na vida e na política, Olga e Prestes terão de lutar pelo amor, pelo comunismo e, principalmente, pela sobrevivência.

-------------------------------------------------------

 4º LUGAR (13 indicações) 


[Assista ao trailer]

CIDADE DE DEUS (2002) - Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo de muita violência. Vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos do município. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. E é por de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia a dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.

-------------------------------------------------------

 3º LUGAR (14 indicações) 


[Assista ao trailer]

CENTRAL DO BRASIL (1998) - Dora (Fernanda Montenegro) trabalha escrevendo cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, Rio de Janeiro. A escrivã ajuda um menino (Vinícius de Oliveira), após sua mãe ser atropelada, a tentar encontrar o pai que nunca conheceu, no interior do Nordeste.

-------------------------------------------------------

 2º LUGAR (15 indicações) 


[Assista ao trailer]

TROPA DE ELITE (2007) - O dia a dia do grupo de policiais e de um capitão do Bope (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.

-------------------------------------------------------

 1º LUGAR (16 indicações) 


[Assista ao trailer]

O AUTO DA COMPADECIDA (2000) - As aventuras dos nordestinos João Grilo (Matheus Natchergaele), um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó (Selton Mello), o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e atravessam por vários episódios enganando a todos do pequeno vilarejo de Taperoá, no sertão da Paraíba. A salvação da dupla acontece com a aparição da Nossa Senhora (Fernanda Montenegro). Adaptação da obra de Ariano Suassuna.


MINHA LISTA DOS DEZ MELHORES

Discordo da lista acima. Há filmes que foram citados porque são conhecidos, como "Central do Brasil", que nem entra nos dez melhores, em minha opinião. Tirando a interpretação de Fernanda Montenegro, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar, o restante é fraquinho. A atuação do ator mirim, então, é muito ruim.

Outro que nem me dei ao trabalho de terminar de assistir foi "De Pernas para o Ar". Deu sono... E Maria Paula deixa muito, muito a desejar como atriz...

Então, segue, abaixo, a minha lista dos melhores:

 10º - DEUS É BRASILEIRO  2003 - Wagner Moura, um dos melhores atores brasileiros da atualidade,  é hilário interpretando Taoca. Antônio Fagundes também arrasa na versão brasileira de Deus. Aliás, junto com Morgan Freeman, é um dos melhores "Deus" do cinema mundial! [Assista ao trailer]

 9º - SE EU FOSSE VOCÊ  - Tony Ramos está impagável agindo de forma feminina. E a Glória Pires não fica atrás. Rende boas risadas. O segundo filme também é muito bom!

 8º - TROPA DE ELITE 2  - Wagner Moura continua ótimo como Nascimento (agora coronel). E a direção de José Padilha continua impecável. E o ator André Ramiro, como capitão Mathias, está muito sombrio depois de acabar com o velório do Baiano...

 7º - OS SALTIMBANCOS TRAPALHÕES  (1981) - O melhor filme dos Trapalhões, principalmente na trilha sonora assinada por Chico Buarque e Lucinha Lins - ela também é protagonista. Não achei trailer, mas você pode conferir "Piruetas", com Chico Buarque e Os Trapalhões, um dos pontos altos da história.

 6º - OLGA  - Camila Morgado é uma das melhores atrizes brasileiras de todos os tempos. Pena que não tem tanto reconhecimento nem participação em outros filmes tão famosos. Neste longa, seu sofrimento comove. E a direção de Jayme Monjardim, encanta.

 5º - DOIS FILHOS DE FRANCISCO  (2005)  - Fiquei impressionado por não entrar na lista dos amigos do Facebook. A história de vida da dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano ficou linda e muito, muito emocionante. Ângelo Antônio e Dira Paes arrebentam como os pais dos cantores. E os atores mirins Dáblio Moreira e Marcos Henrique dão um show ao interpretar sucessos antigos da verdadeira música raiz. [Assista ao trailer]

 4º - O HOMEM DO FUTURO  - Sem violência, sem mulher pelada, sem favela, sem funk. Efeitos especiais de primeiro mundo e uma história ao estilo de "Efeito Borboleta". Uma interpretação genial de Wagner Moura, que consegue fazer três diferentes versões do mesmo personagem. Nem parece filme nacional. E mais: Wagner Moura interpretando "Tempo Perdido", do Legião Urbana, é uma atração à parte. Tanto que lhe rendeu o convite para ser o vocalista em um show com os membros restantes da banda.

 3º -  O AUTO DA COMPADECIDA  - O João Grilo de Matheus Natchergaele e o Chicó de Selton Mello são impagáveis. Uma comédia fantástica, inesquecível, uma obra de arte nacional. Sem contar o cangaceiro de Marcos Nanini, a Nossa Senhora de Fernanda Montenegro e o Jesus negro de Maurício Gonçalves.

 2º - CIDADE DE DEUS  - Um filme revolucionário. Inovou na forma como foi filmado, com jogos de câmeras que fizeram escola no cinema e uma fotografia magnífica. Inovou ao usar apenas atores desconhecidos na grande parte do elenco. Inovou na direção e edição. É violento, mas marcante.  Uma trama digna de Hollywood.

 1º - TROPA DE ELITE  - O capitão Nascimento de Wagner Moura e a direção audaciosa de José Padilha, junto com uma trama fantástica, dão o tom. A trilha sonora, fotografia, som... Enfim, tudo isso junto dá ao longa o título de melhor filme nacional da história, em minha opinião.

E você? Gostou das listas? Então, compartilhe com seus amigos!
Quais são seus principais filmes nacionais? Participe também! Deixe um comentário e compartilhe com a gente, ajudando muitos leitores a assistir nossas melhores produções tupiniquins! 

O blogueiro José Marcos Taveira, ou Zemarcos, é jornalista há 30 anos, com especialização em comunicação social. Mora em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo (Brasil).
Saiba mais sobre o autor.